segunda-feira, 20 de junho de 2016

Letras do CD: Providência de Eliã Oliveira

OI TUDO BOM, MEU NOME É JOELSON CONCEIÇÃO DOS SANTOS, EU TRABALHO AQUI SEMPRE TRAZENDO AS NOVIDADES DA MUSICA GOSPEL PARA O NOSSO SITE: MUSICADOCE.COM. (POIS ACREDITO QUE ATRAVÉS DO LOUVOR MUITAS VIDAS SÃO LIBERTAS). ESTOU AQUI PARA PEDIR SUA AJUDA SE VOCÊ, PODER CONTRIBUIR COM QUALQUER VALOR, PARA DEIXAR NOSSO SITE SEMPRE NO AR. POR FAVOR, CONTRIBUA... AGÊNCIA: 02831-2 / CONTA: 0622634-5 / EM NOME DE: JOELSON CONCEIÇÃO DOS SANTOS
  • OU CLIQUE AQUI PARA DOAR QUALQUER VALOR PELO CARTÃO DE CRÉDITO, CARTÃO DE DÉBITO, DÉBITO ONLINE OU PELO BOLETO
  • Eliã Oliveira – Providência
    Está magnifica e eterna cantora gospel Eliã Oliveira está com este álbum que tem canções lindas para honra e glória a Deus todo poderoso estas canções iram transformar muitas vidas para o reino de nosso Deus pai.

    Contatos:
    (81) 3721-5230 / (81) 99678-2616
    (81) 98742-3061

    Para você, comprar os cds de Eliã Oliveira clique aqui.

    Email: agendaeliaoliveira@gmail.com
    Instagram: @eliaoficial
    Twitter: @elia_oliveira
    Facebook: EliaOliveiraOficial
    Clique aqui e entre no canal no youtube




    Clique abaixo e veja também

    CD Completo de - Eliã Oliveira – Em Nome do Senhor



    Abaixo está as letras do CD: Providência de Eliã Oliveira 

    Providência: Eliã Oliveira
    No meio do deserto, sem amigo e sem teto
    Ela anda e vai, vai, vai
    Com um bocado de pão e um odre de água
    Ela anda e vai, vai, vai
    Sem ter pra onde ir nem onde ficar
    Parecia sozinha sem ninguém pra ajudar

    Era assim que Agar e o seu filho Ismael
    Caminhavam errantes sob olhar do céu
    Andaram muitos dias, em meio ao calor
    Comeram todo o pão e a água acabou
    Não tinham mais sustento para os alimentar
    Parecia o fim que estava á chegar

    E consumida toda água do odre
    Agar deitou o menino debaixo de uma árvore
    E se distanciou dele
    E já quase sem forças

    Mas protegido pela sombra daquela árvore
    Quem sabe Ismael chorou
    E Deus ouviu a voz do menino
    E enviou-lhe um anjo que
    Bradando a Agar lhe disse assim

    Agar, não te preocupas com isso
    Não temas porque Deus ouviu a voz do menino
    Abriu-se os olhos e ela enxergou a fonte de água
    Que Deus lhe mostrou

    Deu água ao menino e bebeu-a também
    Renovou as forças pra ir mais além
    Deus age assim não dá pra explicar
    Permite que tudo venha se acabar
    Você ora e chora e Deus chega na hora
    Ele tem pra te dar

    Eu tenho água, eu tenho pão, eu tenho graça
    Eu tenho salvação
    Eu tenho vida, tenho surpresa, eu tenho providência
    Hoje aqui pra minha igreja

    Não acabou ainda tem mais
    Esse deserto não vai te matar jamais
    Chama por mim, clama meu nome
    Pois por você no deserto eu crio fonte

    Eu sou o Deus que falo contigo
    Descansa em mim pois Eu sou o teu amigo
    Não se desesperes você não irá morrer
    Ainda tem muita coisa que você irá viver

    Ora que eu te ouço, ouço e atendo
    Atendo e faço, faço e surpreendo
    Surpreendo a terra, a terra me escuta
    Faço do deserto um grande rio sem cair chuva

    Contempla a vitória, a vitória é certa
    Certa pra quem busca, busca e espera
    Teu futuro é grande e já é certo
    Porque tenho pra você
    Providência no deserto, no deserto
    Providência no deserto
    Composição: Claudio Acalias

    Arrebatamento: Eliã Oliveira
    De repente haverá um alarido em toda Terra
    Desespero e aflição tomam conta de toda esfera
    A mãe procurando o filho, mas não consegue encontrar
    O alarme é geral na Terra, no Céu e no mar

    Carros chocam-se nas ruas
    Navios perdem-se nos mares
    Aviões sem seus pilotos arrebentam-se nos ares
    A mãe na maternidade
    Amamentando o filho seu
    De repente ela olha nos braços?
    Cadê o meu filho?
    Desapareceu

    A filha não voltou pra casa
    Nem o esposo regressou
    E alguém desesperado pergunta
    O que será? O que foi?
    Quem sequestrou?

    Há um grito nas Américas
    Na Rússia e no Japão
    Desespero na Europa
    No Egito destruição
    E aqui no Brasil sumiu milhares de cristãos

    Ah, é a volta do Senhor
    Jesus Cristo apareceu
    E sua igreja arrebatou

    E a igreja lá na glória
    Canta um hino da vitória
    Dando honra, dando glória
    Ao cordeiro que foi morto e reviveu
    Cordeiro santo, imaculado
    Que por Deus foi separado
    Adorado, exaltado
    Proclamado para sempre Filho de Deus

    Eis aqui nos fica o mistério
    Na verdade nem todos dormiremos
    Mas todos seremos transformados
    Num momento, num abrir e fechar de olhos

    Porque a trombeta soará
    E os mortos ressuscitarão incorruptíveis
    E nós seremos transformados
    Porque convém que isto que mortal
    Se revista da imortalidade
    E isto que é corruptível
    Se revista da incorruptibilidade

    E quando isto que é mortal
    Se revestir da imortabilidade
    E isto que corruptível se revestir da incorruptibilidade
    Então cumprir-se-á a Palavra que está escrita?

    Tragada foi a morte da vitória.
    Onde está ó morte o teu aguilhão?
    Onde está ó inferno a tua vitória?
    Porque somente um poucochinho de tempo
    E o há de vir virá e não tardará
    Jesus está voltando!
    Prepara-te!

    A Presença de Deus: Eliã Oliveira
    A presença de Deus está neste lugar
    Sinta ele operando, anjos trabalhando pra te abençoar
    Manda glória pra cima, que a glória vai descer
    Porque quando Deus entra em ação a tristeza salta de prazer

    Você chegou aqui neste lugar desesperado pensando em parar
    Mas quando chegou o céu se abriu mandou
    Glória e subiu e desceu de lá
    Invadiu a igreja o ambiente ficou tão gostoso
    Só pra Deus te abençoar é prova que a peleja não é tua, é de Jeová

    E pra te abençoar Deus faz um reboliço
    Faz banquete no deserto ele é o Deus de longe
    É o Deus de perto e faz o impossível pra te ver cantar
    E pra te abençoar Deus faz água jorrar
    Queixada mata mil e se preciso ele abre o mar pra
    Você passar e do outro lado cantar
    Pra você cantar, hoje alguém sentiu ninguém pode
    Tocar nem tirar o que é teu e se alguém te humilhar
    Deus puxa o tapete e mostra que ele é Deus
    Você é a menina dos olhos de Deus, o bichinho de Jacó
    Quem te humilhar logo vai virar pó, sinta ele operando ele não te deixa só
    Sinta a glória de Deus, veja anjos subindo, anjos descendo, correntes quebradas e Deus trazendo a resposta que queres porque ele é Deus
    Enfermidades sumiu, o problema se foi, o exercito de Deus desceu em seu favor a benção já é tua pode declarar você é vencedor

    A presença de Deus está neste lugar,
    Sinta ele operando, anjos trabalhando pra te abençoar
    Manda glória pra cima, que a glória vai descer
    Porque quando Deus entra em ação a tristeza... salta de prazer

    Fora do Padrão: Eliã Oliveira
    O mundo não consegue entender
    O segredo do povo de Deus
    E mesmo que eu tentasse explicar
    A lógica humana não ia alcançar

    Preferem nos chamar de anormais
    Zombam e reprovam nossa fé
    Mas enquanto o pecado os destrói
    O povo de Deus continua de pé

    Falam que servir a Deus é perda de tempo
    Que a vida é curta e temos que aproveitar
    Mas enquanto eles esperam uma sexta feira
    A igreja espera a trombeta tocar

    É a crise travando a economia
    Mas a igreja não para de avançar
    Não necessitamos de propina
    Pois o nosso Deus insiste em nos abençoar

    Sou fora do padrão
    Mas sou o crente mais feliz dessa nação
    Na terra estou vivendo, mas é por pouco tempo
    O céu é o meu lugar, em breve vou pra lá

    E não adianta eu não abro mão
    Daquilo que Deus tem pra mim
    Os pratos de lentilha, não vão me seduzir
    A minha coroa ninguém vai roubar

    Imbatível: Eliã Oliveira
    Mais um dia, no deserto caminha Israel
    Cada dia, um milagre, uma resposta de Deus
    Presente, cuidando, suprindo, agindo
    De dia tem nuvem pro sol não queimar

    A noite coluna de fogo para clarear
    Tem água jorrando da rocha, tem maná
    Crianças crescendo e as vestes cresciam também
    Por quarenta anos calçados
    E vestes não faltou pra ninguém

    Estás caminhando por este deserto que é o mundo
    Sofrendo ataques, perseguições, mas triunfando
    Cada dia um milagre, Deus vai abrindo caminho
    Pra você passar

    Vai, Canaã é logo ali
    Vai, tu não podes desistir
    Vai, Deus presente
    Faz a diferença no meio de nós

    Vai, firme, forte e imbativel
    Vai, conquistando o impossível
    Vai, Quando chegar o Jordão, avança!

    Vai, Canaã é logo ali
    Vai, tu não podes desistir
    Vai, Deus presente
    Faz a diferença no meio de nós

    Vai, firme, forte e imbativel
    Vai, conquistando o impossível
    Vai, Quando chegar o Jordão
    O Jordão eu não passarei só
    Jesus Cristo de mim teve dó
    Quando as trevas eu ver
    Não ás recearei
    O Jordão eu não passarei só
    Eu não passarei só

    Sabedoria: Eliã Oliveira
    Em direção á Abel de Bete-Maaca
    Seguem as tropas de Israel
    Guiadas pelo capitão Joabe
    Seguem sem nenhum lapel

    O desejo de sangue, de matança
    Os seus corações consomem
    Dispostos a ferir toda a cidade
    Por causa de um homem

    Servos de Belial
    Provoca sedição em Israel contra Davi
    Seu nome era Seba
    Um Benjamita e estava ali

    E esse homem mal se refugia
    Naquela cidade
    Fazendo as tropas de Israel
    Agirem com hostilidade

    Os muros fortes daquela cidade
    Foram atacados
    Joabe deu a ordem
    Para os muros derrubar

    E os habitantes todos inocentes
    E amedrontados
    Gritaram: Oh meu Deus!
    Porque eles querem nos aniquilar?

    Então uma mulher sábia
    Gritou de dentro da cidade
    Ouvi, ouvi, e dizei a Joabe
    Chega de cá para que eu te fale
    Ele, pois, lhe chegou
    E a mulher lhe perguntou
    És tu, Joabe?
    Respondeu ele
    Sou eu, Joabe
    Então ela lhe disse
    Ouvi as palavras da tua serva
    Antigamente costumava-se dizer
    Que se peça conselho em Abel
    E era assim que se resolvia
    As questões de muitas cidades
    Eu sou uma das pacíficas e fiéis em Israel
    E tu procuras destruir uma cidade
    Que é mãe em Israel?
    Porque, pois, devorarias
    A herança do Senhor?

    Joabe respondeu
    Isso não é bem assim
    Eu só quero um homem desprezível
    Que fugindo se escondeu ai
    Me entrega Seba
    Que a cidade eu deixo em paz
    E aquela mulher, cheia de sabedoria
    Respondeu assim

    Eis que lançarei
    A cabeça desse homem por cima do muro
    Vou falar com o meu povo, espere um minuto
    E terás o que tu queres, isso é coisa certa

    E com liderança
    Arregimentou os homens daquela cidade
    Para encontrar o homem que fugia de Joabe
    E lançaram sobre o muro o desprezível Seba

    Nos dias atuais
    Tem muita gente sofrendo assim
    A mão de Deus pesando
    E ele não consegue discernir

    Que o Senhor está querendo
    Que ele tire Seba da sua vida
    Um mal que a tanto tempo
    Em seu coração se refugia

    O Seba na vida do crente
    É algo que ele nem percebe
    Mas todo Seba fugitivo Jeová persegue

    E o crente paga alto preço
    Sem saber porque
    E ás vezes fica á beira da morte
    Sem compreender

    Com sabedoria
    Corte o mal pela raiz
    Clame ao teu Deus
    E pergunte o que é que Ele quer de ti

    Seja o que for
    Em tua vida o no teu lar
    Lance para fora
    E verás no de repente tudo acalmar

    A tribulação, muitas vezes
    É cobrança de Deus para o homem
    Que está querendo algo que nele se esconde
    Deus é santo e não aceita contaminação

    Joga fora Seba nessa hora
    Deus está tratando com seu povo
    Decapita o pecado e receba o renovo
    O Senhor quer santidade na congregação

    A tribulação
    O Senhor quer santidade na congregação
    O Senhor quer santidade na congregação

    Meu País: Eliã Oliveira
    Neste verde país que vivemos
    Hoje, infelizmente
    Nós vemos a miséria
    Em vários lugares por causa do homem

    Se a gente parar pra pensar
    É difícil de acreditar
    Que essa terra de tanta fartura
    Milhões passam fome

    Nessa terra de prata e ouro
    Recheada de tanto tesouro
    É difícil ouvir as notícias e não chorar

    Pois os homens sem pena se matam
    Se machucam, se ferem, maltratam
    É preciso pintar outro quadro, é preciso mudar

    Meu país
    Eu queria te ver sem maldade
    Sem violência

    Meu país
    Eu queria que os homens
    Usassem mais a consciência

    Mas eu sei que é impossível
    O homem ter Paz sem deixar Deus reinar
    É preciso procurar a Luz
    Se abraçar com o Cristo da Cruz
    É preciso colocar no peito o Amor de Jesus

    Á Caminho do Lar: Eliã Oliveira
    Sou peregrino á caminho do lar
    Daqui não sou aqui não vou ficar
    A minha pátria, o meu país de amor
    Sião celeste e é pra lá que eu vou

    Com a mão do amado meu me conduzindo
    Eu vou lutando, eu vou vencendo
    O bom Jesus, Senhor da salvação
    Me levará pra celestial mansão

    Oh! Quanto anelo contemplar meu Cristo
    Anelo seu rosto divino ver
    Cansado de andar qual peregrino
    Oh! Quanto anelo o céu conhecer

    Num coro celestial poder cantar
    Nas ruas de ouro com Ele caminhar
    Os meus amados lá encontrarei
    Pra sempre em Sião habitarei

    Não me detém os prazeres terrestres
    Pois bem depressa terão que passar
    No horizonte refugia a gloria
    Que preparada pra mim já está

    Oh! Quanto anelo contemplar

    Cansado de andar qual peregrino

    A Oração: Eliã Oliveira
    Há momentos que as palavras
    Mais parecem frases decoradas
    Que Deus cansou de ouvir
    Há momentos que a solidão
    Aperto o peito e dói o coração
    Mas não vou desistir

    Vou andar de joelhos, vou andar de joelhos
    É preciso acreditar
    Que a vitória chegará
    Deus não nos deixa só

    É preciso acreditar
    Ter coragem pra lutar
    De joelhos é melhor
    É melhor de joelhos, é melhor de joelhos
    É melhor de joelhos

    Clame ao Senhor
    Não cesse, não pare, insista, avance, prossiga
    De orar não desista
    Clame ao Senhor

    Ainda que falte palavras
    O Deus que entende o gemido da alma
    Já te escutou
    Pois da oração do justo Deus se agrada

    A oração é a chave que abre as portas
    A oração, o inimigo não suporta a oração
    É o meu particular com Deus, é a oração

    Se quer milagre, ora, queres cura, ora
    Quer resposta, ora, providência, ora
    Queres ser usado o segredo é oração
    É vida no altar, vida de comunhão

    Então vai orando, vai clamando, vai chorando
    Até tocar o céu
    De joelhos nos tornamos íntimos de Deus
    Um Deus que ama e compreende
    A voz de cada crente
    Clame ao Senhor, não cesse

    Aos cuidados de Deus: Eliã Oliveira
    Aos cuidados de Deus
    Aos cuidados de Deus
    Entregue estou eu
    Aos cuidados de Deus

    Como uma criança se sente segura nos braços do pai
    Assim sou eu, assim sou eu
    Às vezes enfrento perigos de morte
    E quando percebo já ficou pra trás
    Protegido sou eu
    Pois estou entregue aos cuidados de Deus

    Aos cuidados de Deus

    E se me ferem, me perseguem
    Me maltratam, me aborrecem
    Ele chega, me abraça
    Me consola, me ampara

    E quando erro, ele me corrige
    E até me adverte com selo seu
    E assim vou vivendo e vencendo
    Entregue aos cuidados de Deus

    Aos cuidados de Deus
    E se me ferem
    Aos cuidados de Deus
    Composição: Eliã Oliveira

    2 comentários:

    SE VOCÊ, GOSTOU DESSE CONTEÚDO ACIMA. POR FAVOR, CLIQUE ACIMA EM GOSTEI OU DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO.